terça-feira, outubro 17, 2006

Policia queixa-se por um taxista lhes cobrar :)

Lisboa: louca perseguição desde Santos até Algés
Polícias usam táxi para caçar ladrões

O proprietário de um Audi A3 foi ontem sequestrado por três homens quando se preparava para entrar na viatura depois de uma noite de diversão na zona de Santos, em Lisboa. A sorte da vítima, um gestor, de 28 anos, foram dois polícias à paisana que, ao se aperceberem do caso, apanharam boleia de um taxista e perseguiram o Audi. A louca perseguição – que entretanto mobilizou mais meios da PSP – só terminou em Algés. Os assaltantes, entre os 18 e os 25 anos, foram detidos.

Pouco passava das 04h00 quando os dois polícias da esquadra da Lapa deambulavam pela Avenida Dom Carlos I. Segundo uma fonte policial, naquela rua têm-se registado vários furtos e a patrulha apeada esperava por um flagrante.

Foi por esta altura que os polícias ouviram gritos de socorro. “Viram três homens a esmurrarem um outro e a empurrarem-no para dentro de um carro Audi”, disse a mesma fonte. Os polícias ainda correram, mas os três assaltantes (um ao volante e os outros dois agarrados ao proprietário da viatura no banco traseiro) arrancaram a alta velocidade, alheios à ordem policial.

Enquanto os polícias pediam reforços, o Audi embateu numa viatura que estava parada num semáforo. Colidiu também noutros dois carros estacionados. Entretanto, os dois polícias pediram boleia a um taxista e solicitaram-lhe que perseguisse o Audi, de cor preta. Já na Avenida 24 de Julho, sempre a alta velocidade, o Audi conseguia deixar para traz o Mercedes do taxista e os carros-patrulha que se iam juntando à perseguição.

Chegados à rotunda de Algés, os assaltantes não tiveram como escapar. A PSP cortou o trânsito e preparou uma barreira policial para impedir que o Audi seguisse ou para a A5 (rumo a Cascais) ou para a CRIL.

Durante o percurso, os assaltantes que seguiam no banco de trás roubaram ao dono do carro um telemóvel e um cartão multibanco. “Queriam sequestrar o homem, obrigá-lo a levantar dinheiro e depois levar-lhe o carro.” A PSP ainda tentou agradecer ao taxista, mas ele desapareceu de imediato, temendo ser identificado pelos ladrões.

PENSOU QUE IA MORRER

O gestor, de 28 anos, que foi ontem de madrugada sequestrado continuava, horas mais tarde, em estado de choque. Segundo um polícia que conversou com ele, os assaltantes ameaçaram-no de morte durante toda a perseguição. A vítima pensou, por instantes, que a Polícia não iria conseguir impedir a fuga dos ladrões.

O trio, que deverá apresentar-se hoje em Tribunal para primeiro interrogatório judicial, ameaçou sempre ter uma arma. Mas, já detidos, a PSP não lhes detectou qualquer pistola ou revólver. A vítima sofreu algumas escoriações devido às agressões de que foi alvo quando foi abordada.

fonte:Aqui

1 Comments:

At quarta out 18, 03:00:00 da manhã 2006, Blogger Bastos said...

"segue um carro qualquer..... ai e tal passe o vermelho..." lool!!
E quem paga a gasolina ao taxista...
:P

Acho que a solução mais facil era mm travar a fundo, se tinha os policias atrás... não teriam muito por onde fugir os ladrões, digo eu bá...

 

Enviar um comentário

Home